quinta-feira, 5 de outubro de 2006

Se procura textos maçudos, encontrou...

À moda de apresentação.

Isto não é bem um blog, no sentido de caderno de apontamentos, de opiniões, de comentários, de dicas ou de postas de pescada sobre as frivolidades quotidianas. Não por menor dignidade dessa modalidade de jornalismo artesanal, mas porque falta ao autor a disponibilidade, assim como as necessárias qualidades de disposição, de disciplina, de displicência e de versatilidade opinativa para que assim fosse. Por tais razões, o sítio é mais uma montra onde são expostos textos retirados da gaveta ou escritos na ocasião.

Os textos versarão sobre muito poucos assuntos, porque o autor sabe pouco e sobre muito pouca coisa, e não está com isso minimamente preocupado (nem pretende preocupar os eventuais leitores com as suas despreocupações). A renovação da montra, com a colocação de novos textos em exposição, terá uma periodicidade irregular.

O interesse do autor prende-se com a produção de conhecimento sobre a realidade social. O objecto primeiro da sua crítica é a crítica do Marx aos discursos sobre a economia política; depois, as críticas do Marx ao modo de produção capitalista e os meios pelos quais imaginou que se processava a revolução social; por fim, os discursos dos marxistas sobre a realidade empírica contemporânea.

O objectivo é mostrar que a falência do comunismo não foi mera questão de erros políticos ou de má aplicação da utopia comunista proletária, como repetidamente tem sido afirmado, tanto por adversários como por apoiantes, mas a comprovação de quão erradas eram as concepções do Marx acerca da transformação social e dos equívocos a que pode conduzir a confusão da revolução política com a revolução social.

Antes de ser um problema político, o comunismo é um erro teórico. Da mistura duma utopia idealista com um pseudo conhecimento certo nasceu o messianismo profético que ficou constituindo o maior logro político do século XX. É ao nível da desmontagem dessa trágica profecia messiânica que o comunismo interessa ao autor.

O mais que for acontecendo se irá vendo.

Portanto, se procura textos maçudos, encontrou...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial