quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Votos de Bom Ano de 2015

Para a corja que está no poleiro, este ano que agora entra será o do fim da crise em que estamos mergulhados e o da recuperação do rendimento roubado. Da boca do cantador de ópera falhado já ouvimos em anos anteriores dislates de semelhante teor. Em ano eleitoral, o artista não se poupará a esforços para fazer-nos crer na cantilena de que finalmente há luz ao fundo do túnel do empobrecimento para onde fomos jogados. É típico dos cínicos sem escrúpulos mentirem com quantos dentes têm na boca. E esta trupe tão desqualificada que a burguesia arranjou presta-se a desempenhar bem esse desprezível papel.

Caros visitantes e leitores, não esperem um futuro risonho, como vos está sendo anunciado pela propaganda dos anjos maléficos que tomaram conta deste desgraçado país. Se o presente já é mau, o futuro que se perspectiva para este e os próximos anos, se não for de continuidade, tenderá a ser ainda pior. Basta olhar para a crise que persiste por esse mundo fora, e se agrava na Europa em face do ataque em grande escala e em várias frentes desencadeado contra a Rússia, a pretexto do seu envolvimento na secessão ucraniana, para se ver que o céu carregado de escuridão que se aproxima não nos augura nada de bom.

Enfim, deixemo-nos de maus agoiros. Que façam por ter um Novo Ano melhor.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial